domingo, 22 de maio de 2016

1

A vida é uma comédia #15

Galão tenta, mas no fim vira garnisé e São Paulo avança.
Na última quarta-feira tivemos o jogo da volta entre Atlético-MG e São Paulo em partida válida pelas quartas de final da Libertadores. Ao contrário do primeiro jogo que mais parecia briga de galo, este foi um bom jogo. O Galão até que tentou dar umas esporadas no início, chegando a abrir 2 x 0 no placar, e, com isso, encaminhar a classificação. Porém, a felicidade não durou muito. Maicon, ainda aos 14 minutos do primeiro tempo, fez o gol da classificação tricolor. A eliminação do Galão da Massa culminou na saída do treineiro Diego Aguirre do clube. Marcelo Oliveira, bicampeão brasileiro com o rival Cruzeiro assumiu o comando técnico do time. Já o San Pablo, que no início da competição continental era considerado por muitos o time brasileiro que faria a pior campanha do torneio, é o único do país a chegar na semifinal. Fato que só prova, mais uma vez, aquele famoso ditado que já dizia: "pau que nasce torto mija fora da bacia." Rumo ao tetra, Sampa.

Um verdadeiro duelo de Libertadores...
Hoje só dá Libertadores nessa bagaça. E não é pra menos... Não tem como deixar de falar do fato ocorrido na última quinta-feira em Medellín, na Colômbia. Atlético Nacional e Rosário Central fizeram, sem sombra de dúvidas, o melhor jogo desta edição da Libertadores até aqui. Eu vou agradecer a Deus todos os dias pelo resto da minha vida por ter me dado o privilégio de ver este jogo, duelo, embate, combate, briga, e sei lá mais o que. O Rosário estava com a vaga na mão e no pé até os 50 minutos do segundo tempo, quando Berrío, sem berro, fez o gol da classificação do Atlético para a semifinal. Ele, então, nessa hora, começou a berrar. E não parava mais, Era berro do Berrío a todo momento. Berrío berrando foi então pra cima do goleiro adversário. Agora, além de berrar, ele também dava socos. É endiabrado esse Berrío quando berra... Nesta hora, o espírito Libertadores que já pairava no campo, se soltou de vez. Eram cenas lamentáveis pra todo lado. Berrío berrava ainda mais. Até o gandula entrou na treta e tentou dar uma voadora em um jogador do Rosário. Rosário era o que, nesse momento, as mães dos atletas do clube argentino deveriam estar segurando nas mãos naquele momento. Deve ser muito duro pra uma mãe ver filho apanhar. Com o ocorrido, a partida ficou paralisada por alguns minutos. Quando, aos 56 minutos o árbitro apitou fim de jogo, Berrío largou-se ainda mais aos berros. Mas desta vez acompanhado por centenas de milhares de pessoas. E como não poderia deixar de ser, mais treta rolou. Como é f.o.d.a essa tal de Libertadores... Atlético e São Paulo se enfrentam na semifinal. Certeza de mais berros do Berrío e de mais um grande espetáculo proporcionado pelo futebol. Que coisa maravilhosa esse negócio chamado futebol.


Semana que vem tem mais. E lembre-se: esta é uma matéria voltada para o humor - embora não tenha. Não é feita para desmerecer ou ofender seu clube de coração e nem qualquer pessoa e instituição citada.



Foto: (Uol Esporte. http://imguol.com/c/esporte/52/2016/05/12/michel-bastos-comemora-o-gol-marcado-para-o-sao-paulo-sobre-o-atletico-mg-1463022962523_956x500.jpg)


Aos berros do Berrío encerro esse post. Abraços e Apernas e até a próxima.

sábado, 14 de maio de 2016

0

A vida é uma comédia #14

Olha quem voltou...
Futebolizadores e Futebolizadoras, arrastem o sofá da sala e depois coloquem de volta no lugar porque ele, o melhor, o pior, o mais disputado, o mais amado, o mais odiado, o início, meio e fim, o inigualável, o inegociável, o invendável, o "imprestável" e, principalmente, o mais secado, está de volta. Sim, o famoso Brasileirão está de volta. Abram alas que a bola vai entrar... já entrou. Prepare o secador, camisa, vuvuzela, ferro de passar, colher de macarrão e demais adereços que possam lhe ser úteis e entre nessa onda. Tem lugar pra todo mundo nessa nave bola - só não vale frescurage. Romero (imagem acima), já mostrou que com ele não tem esse negócio. Com ele não é 'na sola da bota', é sola nas costas mesmo. Pobre González... Enfim, serão 38 rodadas totalizando 380 jogos, 34200 minutos e 2052000 segundos de futebol (sem considerar os acréscimos). No fim, só um vencedor. As regras todo mundo já está cansado de saber - exceto a arbitragem - então, não preciso ficar aqui perdendo o meu e o vosso tempo tentando explicá-las. Vamos perder tempo com o que realmente é necessário, como xingar a mãe daquele juiz filho da... Quer saber, chega de papo furado... Salve, salve o 7 x 1 e vamos pro jogo. Boa sorte a todos e o último que apague a lanterna e jogue a série B.

Enquanto isso na Libertadores...
Não é só de Brasileirão que vive o brasileiro. Ele vive também de arroz, feijão, carne e Libertadores... Na última quarta-feira, São Paulo e Atlético-MG, únicos representantes do país que ainda estão na competição continental, se enfrentaram no Morumbi. O jogo foi mais feio que tombo de mão no bolso. Parecia UFC. Cada enxadada era uma minhoca. Era tapa aqui, soco ali, chute lá, cotovelada acolá... Mas isso não importa. O importante mesmo é o que interessa. E o que interessa ao São Paulo é a vitória por 1 a 0 que conquistou graças ao gol de Michel Pastos. Com a vitória, o tricolor paulista pode perder por até 1 gol de diferença - desde que faça gol - que ficará com a vaga para a semifinal. O Galão para avançar precisa vencer o jogo por dois gols de diferença. Se vencer por 1 x 0, a partida irá para os pênaltis. O jogo de volta acontecerá na próxima quarta-feira. Que perca o pior. 


Semana que vem tem mais. E lembre-se, esta é uma matéria voltada para o humor (embora não tenha). Não é feita para desmerecer ou ofender seu clube de coração e nem qualquer pessoa e instituição citada.



Foto: (Reprodução/Twitter)


Abraços e Apernas e até a próxima.